ENCONTROS CLANDESTINOS
 
Theca Angel
 
 
Mais um dia dos namorados passou
para alguns poucos, o sonho não vingou...
Esperanças quedaram-se perdidas
entre nuvens, luzes apagam-se,há feridas!
 
Mais um dia que traço na folhinha
Um dia a menos nesta sufocante espera
por um outro dia que em uma outra era
abrirá as portas de minhas quimeras!
 
Mais um dia...menos um dia...alternam-se!
E no vai e vem de minha íntima sinfonia
 te espero, imaginando nosso curto espaço
beijos prolongados, e enlaçando-me, teus braços!
 
Quantos dias ainda faltam para que a poesia
ceda o seu lugar para nossas fantasias ?
Quantos segundos, minutos, quantas horas
conto-os, reconto-os mil vezes em lenta agonia...
 
Mais um dia findou..amanhã riscarei outro.
Preparo-me alma e corpo para esse encontro
o que direi , fixamente olhando-te nos olhos
Palavras nesse momento são desnecessárias...
 
Há desejo que ficou trancado em nossos corpos
Sonhos a serem reconstruidos pedaço a pedaço
Necessidade de ter-nos, nos tomando de assalto
roupas que pelo chão, espalham-se ao acaso...
 
Roubados dias que passam-se, não sentidos...
Tal a premência que nossos corpos consumia
Olhos nos olhos, promessas de outros dias
Partida a trazer de volta, aberta ferida!
 
 
 
 
Arte100%Suelydam
"Artecomamor"