NEM  SEMPRE...
Adelia Mateus
 
Nem sempre estamos juntos, nas palavras
mas os nossos corações, sentem essa ausência
no anseio dos nossos sonhos do futuro,
na fogueira ardente deste amor ridente.
 
 
Nem sempre consigo dizer como te quero
pois o teu sorriso, me torna loucamente frágil
como a doçura das tuas palavras ternas
no secreto sonho dos nossos desejos loucos.
 
 
Mas, se me fitares pela janela dos meus olhos
verás que existe em mim um brilho de luz ridente
como o sol mais puro para te aquecer!
 
Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T1402584
________________
ARTEBYSDAM