NO TÚNEL DAS ILUSÕES...

Carmen Cristal
 
Assemelham-se as atitudes,
Vozes calam ao cair da noite!...
Flores mortas nas vicissitudes,
Olhos tristes, almas ao açoite...
 
Na face são as lágrimas,
Cada qual seguindo sua sina,
Denunciando do desamor as vítimas,
Retórica de um dito de menina!...
 
O sol se pôs, o horizonte escureceu!
São tantas as injustiças escondidas,
Pobre pássaro, cansado, adormeceu...
 
No coração sangram as feridas!...
Não há mais quem cante um canto,
Em rezas doloridas resta o pranto...
 
 
 
 
***********
 
ARTE E FORMATAÇÃO SUELYDAM